Viajar em Portugal

Os melhores destinos de Inverno

Os melhores destinos de inverno em Portugal

 

Se está à procura dos melhores destinos de inverno em Portugal, então este artigo é perfeito para si. Ao longo deste artigo irá encontrar mais de 10 sugestões de destinos a visitar durante o inverno em Portugal. A lista de sugestões é diversa e procura satisfazer os diferentes tipos de turistas e pessoas. No fundo há sugestões para quem procura cidade e cultura, sugestões para quem procura maior ligação à natureza, destinos para quem se foca mais na religião e ainda destinos que oferecem condições climatéricas diferentes.

Conheça a sugestão de destinos para os quais pode viajar este inverno em Portugal.

 

Os 12 melhores destinos de inverno em Portugal 

Braga
Gerês
Lisboa
Sintra
Serra da Estrela
Porto
Piódão
Óbidos
Coimbra
Monsaraz
Açores
Madeira

 

Braga

Situado a norte do país, Braga é um dos melhores destinos de inverno para visitar em Portugal porque tem muito para oferecer e também pela sua localização, uma vez que se encontra relativamente perto de outros pontos de interesse, como por exemplo: Gerês, Porto, Guimarães, Viana do Castelo, etc. Em Braga, consegue usufruir de uma vertente citadina, religiosa, cultural mas também rural e campestre. Devido à sua natureza católica, alguns dos principais monumentos desta cidade são religiosos. 

 

O que fazer em Braga

Sé: a Catedral de Braga combina vários estilos, nomeadamente o Romântico e obviamente, o Barroco. Este é um dos locais mais emblemáticos e “ricos” desta cidade;

Santuário do Bom Jesus: Património Mundial da UNESCO, é nesta zona que se situam os famosos escadórios do Bom Jesus (mais de 500 degraus). Aqui também encontra o icónico elevador da cidade, capelas, estátuas, fontes, agradáveis jardins e como é óbvio, a Basílica;

Santuário do Sameiro: com história iniciada a 1863, atualmente, o Sameiro apresenta uma Basílica, vários jardins e parques, uma Cripta e uns escadórios com mais de 200 degraus. Este é ponto mais alto da cidade e o segundo maior local português de devoção à Virgem Maria (logo a seguir a Fátima);

Teatro do Circo: este é um dos mais belos e impressionantes teatros de Portugal. Aqui poderá assistir a uma peça de teatro ou outras atividades culturais;

Centro da Cidade: no centro histórico da cidade pode passear pelos seus jardins (Santa Bárbara, Parque da Ponte, Avenida da Liberdade), conhecer alguns dos seus principais monumentos e museus (Arcada de Braga, Arco da Porta Nova, Palácio do Raio, Torre de Menagem, Palácio dos Biscainhos, Termas Romanas, igrejas locais, etc)

Rural e campestre: se procura relaxar junto da natureza, a Casa do Engenho de Braga, situada na Praia Fluvial de Adaúfe, é um dos melhores locais para o fazer. Nela pode experienciar sons, cores e sensações únicas que o rio, as árvores e os animais lhe oferecem. Tudo isto perto do centro da cidade e do estádio Municipal de Braga;

Outros: conhecer o Mosteiro de Tibães que também um local de culto, visitar o Presépio de Priscos, o maior presépio ao vivo da Europa (apenas na altura de natal), vislumbrar a cidade no Miradouro do Picoto, experimentar o Pudim Abade de Priscos, etc:

 

Gerês

O Gerês é um destino maioritariamente procurado nas estações de sol e calor porque é uma serra enorme com vistas incríveis e bastante água (rio, lagoas, cascatas). Isto não significa que o Gerês, situado no Norte de Portugal entre os vales do rio Cávado e Homem, não seja uma excelente escolha para os dias de inverno. No inverno o Parque Nacional da Peneda-Gerês ganha novas cores, aromas, e a experiência é totalmente diferente e mais calma, uma vez que o número de visitantes é bastante inferior. No Gerês irá encontrar gigantes anfiteatros naturais com elevada biodiversidade, aldeias que o fazem viajar no tempo e uma série de de atividades, como por exemplo caminhadas, trilhos, paintball, passeios de motos e 4x4, entre outros.

 

O que fazer no Gerês

Aldeia de Germil: visite uma das aldeias mais típicas do Gerês;

Soajo: conheça os 24 espigueiros que constituem a eira comunitária e aproveite para conhecer o poço negro;

Lindoso: prepara a sua câmera ou smartphone para todas as fotografias. Explore o castelo, as vistas e os 60 espigueiros. Se gosta de viajar no tempo, vai gostar do Lindoso;

Santuário da Nossa Senhora da Peneda: seja religioso ou não, este é um espaço agradável e “obrigatório” de visitar pela obra arquitetónica e pela sua envolvência;

Aldeia do Sistelo: esta é uma das 7 maravilhas de Portugal, na qual poderá usufruir da natureza enquanto percorre os passadiços com 2 km de percurso. Se precisar de mais, esta aldeia está inserida na Ecovia do Vez e como tal, pode percorrer 32 km a pé ou em bicicleta;

Trilho das 7 Lagoas: provavelmente o trilho mais conhecido e procurado nesta região;
Trilho da Preguiça: um percurso com 5,5 km de extensão que permite estar em contacto direto com a natureza e conhecer as cascatas de Leonte e Laja.

Estas são algumas das centenas de atividades e lugares que pode visitar no Gerês. Se for durante o inverno ainda poderá usufruir de uns dias com neve.

 

Lisboa

Explorar sítios no inverno em Portugal não significa frio, neve e montanha. Pode significar temperaturas amenas, dias menos chuvosos e vistas citadinas. É isto que Lisboa tem para oferecer. Se pretende ir para Lisboa, saiba que há várias formas para lá chegar: carro, avião, camioneta e comboio. Na capital portuguesa pode viver um ambiente mais cosmopolita, visitar museus, passear no Tejo, experienciar a vida noturna, ver o pôr do sol num dos miradouros e muito mais. 

 

O que fazer em Lisboa

Marquês de Pombal e Avenida da Liberdade: passe naquela que é a principal avenida de Lisboa, usufrua dos passeios largos, conheça os monumentos lá presentes, conheça a praça Marquês de Pombal, caminhe até ao Parque Eduardo VII e visite a Estufa Fria e o Miradouro do parque;

Praça do Comércio / Terreiro do Paço: situada junto ao Tejo, esta é uma das maiores praças da Europa (36.000 m2), tem um papel essencial no plano de reconstrução elaborado por Marquês de Pombal e é limitada por 79 arcos. O Terreiro do Paço é um local icónico;

Castelo de São Jorge: este é um ponto de paragem “obrigatório”. O Castelo de São Jorge está diretamente ligado à história de Portugal e permite-lhe usufruir de vistas desafogadas e únicas sobre a cidade, não tivesse sido o Castelo construído para fins militares;

Miradouros: são pontos que lhe permitem ter uma visão diferente da cidade e apreciar as paisagens. Alguns exemplos de miradouros são: Graça, Recolhimentos, Portas do Sol, Santa Luzia, Elevador de Santa Justa, etc…

Vida noturna: aproveita a vida noturna no Cais Sodré ou se preferir algo mais relaxado, vá a uma casa de Fado (um estilo musical característico de Portugal);

Jardim Botânico: o Jardim Botânico é uma experiência agradável para as pessoas que procuram um “canto verde” no meio da cidade. Ao todo, este jardim conta com 4 hectares de área verde e tem mais de 1500 espécies. Pode-se dizer que é um “mundo à parte”;

Torre de Belém: Património Mundial da UNESCO e também uma das 7 maravilhas de Portugal, a Torre de Belém foi finalizada em 1520 para cumprir propósitos militares. Descubra esta torre e a sua história em maior detalhe, pois a mesma representa parte da história portuguesa;

Padrão dos Descobrimentos: inserido na margem do rio Tejo, mais propriamente em Belém, o Padrão dos Descobrimentos foi construído para homenagear o Infante D. Henrique. No entanto, o Padrão dos Descobrimentos simboliza mais do que uma homenagem ao Infante D. Henrique, uma vez que também destaca os seus seguidores e colaboradores. Envolva-se na história de Portugal visitando e conhecendo melhor este monumento histórico;

Mosteiro dos Jerónimos: também construído em Belém, o Mosteiro dos Jerónimos é também considerado Património Mundial da UNESCO e é também uma das 7 maravilhas de Portugal. Caso não saiba, este é um dos principais Mosteiros da Europa;

Museu MAAT: o MATT, Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, é um dos mais recentes e modernos museus da cidade. Este museu situa-se em frente à ribeira de Belém e pretende combinar o passado, com o presente e futuro através das criações expostas. Além disso, no MAAT é ainda possível desfrutar de vistas desafogadas, uma vez que conta com um miradouro que é palco de milhões de fotos presentes das redes sociais;

Museu da eletricidade: o museu da electricidade situa-se ao lado do MAAT. Se é daquelas pessoas curiosas, que gosta de conhecer a história e como as coisas foram evoluindo ao longo do tempo, este é um local a visitar;

Outros: visitar o Oceanário e Jardim Zoológico, ir até ao Parque das Nações e ao Rossio, passar pelo Bairro Alto, ir à feira da Ladra, andar no elétrico, visitar outros museus (por exemplo: Nacional dos Coches, Azulejo, etc) ou até mesmo assistir a um evento desportivo são outras alternativas para passar o tempo em Lisboa.

Este é um dos melhores destinos a visitar no inverno em Portugal devido à riqueza de atividades e lugares a visitar. Antes de ir para Lisboa, procure mais informação sobre a capital e organize bem a sua viagem, pois poderá estar numa “corrida contra o tempo”.

 

Sintra

Sintra é, sem dúvida, um dos melhores destinos de inverno em Portugal. Não precisa de ir a Lisboa para ir a Sintra, pois por si só, Sintra vale a viagem. Sintra respira magia, mistério, história e natureza. Caso não saiba, em Sintra pode visitar Castelos, Palácios, o centro histórico e também praias. Há muito para fazer e conhecer em Sintra.

 

O que fazer em Sintra

Palácio Nacional da Pena: este palácio é, sem dúvida, a jóia da coroa de Sintra. Inspirado no Romantismo, este palácio apresenta tons coloridos e uns impressionantes 85 hectares de jardins. A magia e o mistério deste palácio são elevados ao expoente máximo quando o nevoeiro se instala sob a sua construção. Se vai a Sintra, o Palácio da Pena é imperdível!;

Castelo dos Mouros: este castelo encontra-se no alto da Serra de Sintra, totalmente isolado de tudo o resto. O mesmo castelo foi fundamental para a defesa do território lisboeta. Esta é parte da história que as muralhas têm para contar;

Palácio Nacional de Sintra: apesar de parecerem vários edifícios, este palácio encontra-se ligado através de pátios, escadas, corredores e galerias. Foi neste palácio que chegou a notícia da descoberta do Brasil;

Parque e Palácio de Monserrate: este espaço representa uma obra prima inspirada no romantismo. Aqui poderá encontrar uma quinta, uma capela, biblioteca, e tudo a que um palácio tem direito;

Quinta da Regaleira: este é um dos lugares mais místicos que se pode visitar em Portugal. A Quinta da Regaleira é composta por um Palácio, Capela e ainda jardins que fazem com que o nosso imaginário desperte. Por momentos pode pensar que se encontra num conto ou até mesmo num cenário de um filme; 

Palácio de Seteais: este é mais um dos palácios que se pode encontrar em Sintra que remonta ao século XVIII e que faz parte da história de Portugal. Atualmente, este palácio é um Hotel;

Praias: se gosta de praia, Sintra tem algumas que deve visitar, tais como: praia do Guincho, da Ursa, das Maçãs, da Adraga, etc.

Outros: a par dos locais apresentados, há ainda uma diversa lista de locais que se recomenda a visitar, como por exemplo: o Convento dos Capuchos, o Cabo da Roca, a Vila Sassetti, o centro histórico, entre outros;

 

Serra da Estrela

Falar dos melhores destinos de inverno em Portugal e não falar da Serra da Estrela, seria um “crime”. A Serra da Estrela é um dos destinos de inverno mais procurados em Portugal, sobretudo pela presença frequente de neve. Tal como é característico numa Serra, na Serra da Estrela encontra imensos trilhos e anfiteatros naturais que o colocam em contacto direto com a natureza.

 

O que fazer na Serra da Estrela

Torre: ir à Torre é nada mais nada menos do que ir ao ponto mais alto da Serra da Estrela. Como será de esperar, neste ponto terá vistas desafogadas sobre os vales da Serra;

Queijo da Serra: para os apreciadores de queijo, esta é uma experiência essencial. Procure por queijos feitos pelos produtores locais e vai ver que estes queijos são muito melhores daqueles que já comeu nos Supermercados;

Esquiar: para quem gosta de esquiar ou para quem pretende experimentar, a Serra da Estrela tem uma estância de esqui. O melhor de tudo é que esta estância, quando comparada com outras de outros países, é mais económica;

Covão dos Conchos: é aqui que se situa um dos buracos mais conhecidos de Portugal e até do mundo. Este buraco surge em diversas fotografias que circulam pela internet. Caso não saiba, o mesmo foi construído para escoar a água da Lagoa dos Conchos para a Lagoa Comprida;

Vale do Zêzere: formado há milhares de anos durante a última glaciação, o Vale do Zêzere é o maior vale glaciar da Europa e conta com 13 km de extensão. Se gosta de ver fenómenos da natureza, então o Vale do Zêzere é uma paragem obrigatória;

Cântaro Magro: uma das mais notáveis formações rochosas da Serra da Estrela e com um altitude de 1928 metros. Esta montanha é um dos principais pontos para tirar fotografias, fica na N339 e é um dos sítios mais procurados para fazer escaladas na Serra da Estrela;
Trilhos: para quem gosta de explorar a natureza, nesta zona há diversos trilhos a percorrer, como por exemplo: Vale do Alva, Quinta da Serra, Cabelo dos Corvos, etc;

Outros: há ainda uma série de locais a visitar, tais como a escultura de Nossa Senhora da Boa Estrela, a Lagoa Comprida, Barragem da Cova do Viriato, Barragem do Covão de Ferro, Covão d’Ametade, Poço do Inferno, Vale do Rossim, Miradouro do Fragão do Corvo, entre muitos outros.

Para quem pretende ir à Serra da Estrela recomenda-se uma pesquisa prévia para que aproveite o tempo da melhor forma. Desta forma, provavelmente, irá conseguir conhecer Manteigas, Loriga, Sabugueiro, Covilhã e outras cidades e vilas locais. 

 

Porto

O Porto é uma cidade repleta de monumentos, locais para visitar e histórias para contar. Há de tudo: cultura, lazer, diversão e muito mais.O Porto já foi considerado a melhor cidade para visitar da Europa. Como tal, e inevitavelmente, o Porto é uma das melhores cidades para visitar em Portugal.

 

O que fazer no Porto

Torre dos Clérigos: criada com o objetivo de auxiliar o clero, a Torre dos Clérigos que também conta com uma igreja, é um dos maiores destaques do Porto;

Livraria Lello: o cenário de inspiração de JK Rowling para os livros de Harry Potter. Um verdadeiro ícone da cidade invicta;

Sé do Porto: situada no centro do Porto, este é um dos principais e mais antigos de Portugal;

Palácio da Bolsa: atualmente utilizado para diversos eventos culturais, o Palácio da Bolso, construído em 1842, era utilizado para os comerciantes portuenses discutirem os seus negócios; 

Avenida dos Aliados: passeie no centro e na baixa do Porto naquela que é a principal avenida da cidade. Aproveite e visite um dos McDonald 's mais bonitos do mundo. Nesta mesma zona à noite encontra uma vida social noturna com diversos bares abertos; 

Ribeira: na ribeira pode apreciar o outro lado da margem (Gaia), pode apreciar a Ponte D.Luís I e o Rio Douro, bem como todo o movimento em torno desta zona; 

Mercado do Bolhão: conheça o mercado mais emblemático do Porto e contacte directamente com pessoas portuenses.

Estação de São Bento: um dos principais monumentos da cidade, sobretudo pelos seus painéis em azulejo, começou a funcionar provisoriamente em 1986, sendo inaugurada apenas a 1916;

Gastronomia: se gosta de uma boa experiência gastronómica, então há 4 coisas a fazer no Porto: comer uma francesinha, experimentar os Rojões, comer Tripas à moda do Porto e visitar uma Cave de Vinhos e degustar os mesmos;

Outros: há muitos outros pontos turísticos a visitar, como por exemplo a Foz do Porto, o Parque da Cidade, o Jardim das Oliveiras, a Fundação Serralves, a Casa da Música, o Teatro Sá da Bandeira, o Teleférico de Gaia, o Mosteiro Serra do Pilar, o parque das Virtudes, o Jardim do Morro, ir até a Feira da Vandoma (Ladra), visitar diversas igrejas locais, apreciar as vistas nos dos diversos miradouros, etc.

Estes são apenas alguns dos pontos e atividades que pode realizar durante a sua visita à cidade do Porto. No entanto, há muito mais para fazer e conhecer.

 

Piódão

Localizada na Serra do Açor, Piódão é uma aldeia que parece sair de um conto de fadas, algo que só se pode imaginar através dos livros e filmes. Isto porque praticamente toda a aldeia é construída recorrendo ao xisto. Esta é uma das 7 maravilhas de Portugal na categoria de aldeias, sendo mesmo a vencedora na categoria de aldeias remotas. Para quem não sabe, esta aldeia é conhecida como a Aldeia Presépio.  

 

O que fazer em Piódão

Igreja Matriz: este é um dos principais monumentos da aldeia. Por essa razão, a mesma merece um destaque especial face ao resto das construções, assumindo uma cor branca com detalhes a azul;

Museu do Piódão: ideal para conhecer o desenvolvimento e história, de forma detalhada, desta aldeia e dos seus habitantes;

Trilhos: enquanto percorre a pé alguns dos percursos, pode descobrir miradouros, moinhos e outras paisagens naturais preservadas. Um dos percursos mais conhecidos é o que se faz entre Piódão e Foz de Égua que conta com 6 km (ida e volta);

Praias fluviais: mesmo no inverno, as praias fluviais são pontos de interesse incríveis para quem gosta da natureza, pois ganham outras cores, aromas e sons. As mais conhecidas são a Praia Fluvial de Piódão e Foz de Égua;

Gastronomia: para quem pretende explorar a parte gastronómica, a chanfana, o bucho e o cabrito são os pratos típicos desta região. Há ainda outros produtos que poderá gostar de experimentar, tais como: o mel, o queijo, licores e aguardentes;

DICA: explore esta pequena aldeia a pé, caminhando por todas as ruas e becos. Certamente, irá encontrar agradáveis surpresas, como por exemplo as capelas de São Pedro e das Almas.

 

Óbidos

Óbidos é uma pequena vila com cerca de 3100 habitantes. Esta vila situa-se no distrito de Leiria. Óbidos é uma das melhores e mais procuradas vilas para visitar em Portugal, em qualquer estação do ano. 

 

O que fazer em Óbidos

Castelo de Óbidos: a sua construção é do século XII e foi escolhido como uma das 7 maravilhas de Portugal. Atualmente, é um hotel no qual pode passar a noite e experimentar uma noite como a realeza; 

Muralha de Óbidos: com quase 2 km de percurso, esta muralha permite ter uma vista superior e desafogada da aldeia;

Porta da Senhora da Piedade: também conhecida como Porta da Vila, é uma obra criada a pedido de D.João IV para agradecer a proteção da Padroeira aquando da Restauração da Independência em 1640. No interior encontra a capela-oratório de Nossa Senhora da Piedade com varandim barroco e azulejos azuis e brancos;

Vila Natal: para quem visita Óbidos na altura do Natal, esta vila conta atividades que fazem as delícias dos mais novos aos mais graúdos.

Estes são alguns dos locais a visitar num dos melhores destinos de inverno em Portugal. Aproveite e experimente a gastronomia local.

 

Coimbra

Localizada no centro de Portugal e à beira-rio, Coimbra, conhecida como a cidade dos estudantes, é um excelente destino para qualquer altura do ano. Nesta cidade irá encontrar espaços verdes, monumentos religiosos, monumentos ligados ao ensino, entre outras atrações.

 

O que fazer em Coimbra

Alameda das Faculdades: passeie pela Alameda das Faculdades. Este espaço tem um simbolismo enorme para a cidade. Para entrar nesta Alameda irá encontrar as Escadas Monumentais e uma estátua de D.Dinis, o criador da universidade mais antiga de Portugal e uma das mais antigas do mundo (construído em 1290);

Arcos do Jardim: também conhecido como Aqueduto de São Sebastião, é uma estrutura que remonta ao século XVI que conta com 21 arcos. É aqui também que se encontra uma das entradas para o Jardim Botânico que se estende por mais de 13 hectares;

Pátios das Escolas: é através da Porta Férrea que se entra para este pátio, no qual se encontram vários edifícios reconhecidos como Património da Humanidade pela UNESCO;
Mosteiro de Santa Clara-a-Velha: um monumento construído em 1314 a mando da Rainha Santa Isabel para substituir um pequeno convento de monjas clarissas;

Ponte Pedonal Pedro e Inês e Parque Verde do Mondego: desfrute das paisagens sobre o Rio Mondego e aproveite os 4 km de trilhos pedestres, ciclovias, bares e restaurantes. Aqui também se encontra a ponte que homenageia uma das histórias de amor mais conhecidas de Portugal;

Quinta das Lágrimas: relacionada com o amor proibido de Pedro e Inês, atualmente, a Quinta das Lágrimas é um hotel de 5 estrelas. No entanto, os jardins do hotel podem ser visitados e as principais atrações aqui são a Fonte dos Amores e as Sequóias Gigantes de Wellington;

Há ainda outros locais de interesse a visitar, tais como o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, o Museu Nacional Machado de Castro e claro, sem nunca esquecer um dos espaços que fazem as delícias dos mais novos, o Portugal dos Pequenitos.

Por último, não deixe de experimentar a gastronomia local, onde se destacam a chanfana, leitão assado à moda da bairrada, arroz de lampreia, o Pudim das Clarissas, os pastéis de Santa Clara, entre outros…

 

Monsaraz

Monsaraz é uma vila medieval do município de Reguengos de Monsaraz, que se situa no Alentejo, distrito de Évora. Caso não saiba, este destino faz fronteira com Espanha. Mas, porque é Monsaraz um dos melhores destinos de inverno em Portugal? Nós dizemos!

 

O que fazer em Monsaraz

Castelo: no ponto mais elevado da vila encontra-se este castelo medieval de 1320. Aqui terá uma vista privilegiada sobre a aldeia;

Passear: percorra as ruas desta vila, onde os tons brancos dos edifícios contrastam com o xisto;

Praia Fluvial de Monsaraz: este ponto é mais procurado nos dias de calor. No entanto, mesmo durante o inverno, esta praia fluvial merece uma visita. Isto porque tem vistas desafogadas e um ambiente tranquilo, típico do Alentejo. É um destino que “lava a alma”;
Observatório do Lago Alqueva: ideal para explorar um pouco de astronomia e astrografia. É um excelente local para estas atividades, pois tem pouco "ruído luminoso” de outros objetos;

Cromeleque do Xarez: monumento megalítico construído A.C. Ao todo são 50 menires de granito que o constituem. O elemento central é o maior e atinge os 4 metros de altura.

Obviamente, que há outros pontos turísticos a visitar, quer na própria vila como nas suas imediações, como por exemplo: Menir do Outeiro e Menir da Bulhoa, Mourão, etc. Uma vez que está no Alentejo, não deixe de experimentar a gastronomia local, desde o pão, porco e borrego.

Por último, considere ainda ficar alojado num espaço de turismo rural.

 

Açores

Saltando de Portugal Continental para as ilhas, apresenta-se agora mais um dos melhores locais a visitar neste inverno: os Açores. O arquipélago dos Açores é um conjunto de ilhas (9 ao todo) situado no Oceano Atlântico. Os Açores caracterizam-se pela sua diversidade e riqueza natural. 

 

O que fazer nos Açores

Parque Terra Nostra: ao ir aos Açores é quase “obrigatório” tomar um banho na piscina de água termal quente que pode atingir os 40ºC. Neste mesmo parque pode aproveitar um cenário calmo e pitoresco ao longo do seu jardim;

Caldeira das Setes Cidades: o maior lago de água doce dos Açores composta por duas lagoas: a Verde e a Azul. Nesta mesma zona também se encontra o Vulcão das Sete Cidades. Se gosta deste tipo de ambiente, há outras lagoas a visitar, nomeadamente a do Fogo e da Empadadas;

Plantações: visite as plantações de chá e também de ananás características desta ilha;
Vista do Rei: foi aqui que D.Carlos I, rei de Portugal, afirmou que esta vista era digna de um rei;

Furnas: a região com maior manifestação vulcânica da ilha repleta de caldeiras com água borbulhando, muito fumo e um cheiro forte a enxofre. Uma vez que está aqui, experimento o Cozido de Furnas. Ainda nas Furnas pode também experienciar um banho termal;

Outros: há ainda muitos outros locais a explorar, tais como: a igreja do Santo Cristo, Nossa Senhora da Paz, as Portas da Cidade, Algar do Carvão, Gruta do Carvão, Salto do Cabrito, etc.

Estas são algumas sugestões do que ver, explorar e experienciar nos Açores. Certamente, há muito mais para fazer e conhecer. Pesquise um pouco mais sobre os Açores e surpreenda-se com um dos melhores destinos para viajar em Portugal.

 

Madeira

Para terminar a lista dos melhores destinos de inverno a visitar em Portugal, a Madeira. A Madeira, tal como os Açores, é banhada pelo Oceano Atlântico. Também como muito dos destinos até agora apresentados, a Madeira é repleta de atividades para fazer e pontos de interesse para conhecer.

 

O que fazer na Madeira

Levadas: as levadas são o mesmo que trilhos. Neste caso, estes trilhos têm como objetivo explorar a natureza e ir vendo as paisagens. As mais conhecidas são as Levadas do Caldeirão Verde e do Caldeirão do Inferno. Destaca-se ainda o trilho que vai do Pico do Areeiro ao Pico Ruivo;

Cabo Girão: é um miradouro que se encontra a quase 600 metros de altura. Além de uma vista incrível, este miradouro tem uma pequena particularidade, parte do seu chão é em vidro;

Porto Santo: a Madeira é mais do que a Ilha do Funchal. Como tal, recomenda-se uma visita à ilha de Porto Santo.

Pico do Areeiro e Pico Ruivo: quem vai à Madeira, certamente, quer conhecer o Pico Areeiro e o Pico Ruivo que se situam a 1818 metros e 1862 metros do chão, respectivamente. Estes são os pontos mais altos da ilha da Madeira;

Casas de Santana: uma visita às casas típicas desta ilha é recomendável a qualquer pessoa. Porém, não pense que vai encontrar uma vila com estas casas. Isto porque com a melhoria de nível de vida, os habitantes adotaram as construções “comuns”;

Carrinhos de cestos: uma descida nos famosos carrinhos de cestos também é outras das atividades mais características e conhecidas que pode fazer nesta ilha;

Gastronomia: desfrute da poncha, dos Bifes de Atum, dos filetes de espada com banana, o bolo de mel e como não poderia deixar de ser, o bolo de caco;

Outros: há ainda muitas outras coisas para conhecer, como por exemplo: o Curral das Freiras, a Cascata dos Anjos na Ponta do Sol, visitar a Câmara de Lobos, passear pela Costa de São Jorge, ir ao Mercado dos Lavradores, ir ao Museu CR7, explorar as Grutas de São Vicentes, andar de teleférico, e se o tempo permitir, ir às piscinas de Porto Moniz.

Estas são algumas das atividades que pode fazer na ilha da Madeira. Este é um destino que tem muito para oferecer, em qualquer altura do ano.

Métodos de pagamento

O melhor do dott no seu email.

Subscreva a nossa newsletter, ganhe 10% de desconto e seja o primeiro a saber todas as novidades e campanhas. 🤞Ao submeter o seu email, concorda com a nossa política de privacidade.