Aquecimento

Os melhores aquecedores para a sua casa [Guia Completo].

Os melhores aquecedores para manter a sua casa quente no inverno

Indice

Os melhores aquecedores para manter a casa quente

Mitsubishi Eletric Msz-Hr42Vf
Samsung Far09Art
Jocel Jet-014856
Cecotec Ready Warm 1800 Thermal Connected
Tristar KA-5024
Haeger Premium Warm
Spring-IT Chama Azul Chic
Mondial A14
Delonghi TRD4 1025

O que deve saber para escolher o melhor aquecedor

Tipos de aquecedores
Elétricos
Gás
Óleo
Qual a potência necessária?
Tipo de uso
Orçamento

Qual é o melhor tipo de aquecedor?

------------

Com a chegada do frio, muitos são os portugueses que pretendem saber quais são os melhores aquecedores para manter a casa quente. Com esta necessidade, surge também a necessidade de saber como escolher um aquecedor.

Sem fazer uma pesquisa, as soluções parecem quase todas iguais. No entanto, isso não é verdade. Há bastantes tipos de aquecedores, com características, fins, vantagens e desvantagens diferentes entre si.

Para o ajudar nesta fase, neste guia encontra a lista dos melhores aquecedores, incluindo ar condicionados, e ainda um guia sobre como escolher o melhor aquecedor para a sua casa.


Os melhores aquecedores para manter a casa quente neste inverno

 

Mitsubishi Electric Msz-Hr42Vf

Mitsubishi Electric Msz-Hr42Vf


Tecnologia:
Ar condicionado

Potência: aquecimento 5400 W ; arrefecimento 4600 W
Níveis de potência:
5
Área recomendada:
25 m2

Peso: n/a

Os ar condicionados da Mitsubishi são reconhecidos pela sua elevada performance, economia e durabilidade. O modelo escolhido é de 15000 BTUs, ou seja, é indicado para aquecer e arrefecer espaços até 25 m2. Caso não saiba, os BTUs representam a potência de arrefecimento e aquecimento de um AC.

O Mitsubishi encontra-se equipado com a tecnologia do inversor conhecida como “inverter”. De forma resumida, esta tecnologia permite realizar poupanças na energia elétrica porque o sistema deteta quando é que o motor precisa de mais ou menos potência para trabalhar.

Este sistema contribui para a sua classificação energética A++ em arrefecimento e A+ em aquecimento (antiga classificação energética) e permite direcionar o fluxo de ar na vertical, colocar temporizador, controlo remoto por comando e Wi-Fi (módulo vendido em separado) e ainda funciona como um desumidificador.

Para os utilizadores mais exigentes, a Mitsubishi tem equipamentos ainda mais eficientes, já com Wi-Fi de série e outras funcionalidades incorporadas.

Este modelo tem um desempenho incrível e silencioso para quem pretende “apenas” aquecer e arrefecer a casa. Este é, sem dúvida, um dos melhores aquecedores do mercado.

 

Samsung Far09Art

Ar Condicionado Samsung


Tecnologia:
Ar condicionado

Potência: aquecimento 2800 W ; arrefecimento 2600 W
Níveis de potência:
n/a
Área recomendada:
20 m2

Peso: n/a

O segundo e último ar condicionado desta lista é de uma das fabricantes mais conhecidas, a Samsung. O AC da Samsung tem uma potência de 12000 BTUs, o que significa uma capacidade para climatizar divisões de 20 m2.

Tal como o Mitsubishi, também este Samsung utiliza o sistema inverter. Relativamente à classificação energética, este equipamento é classificado como A++ nas duas vertentes (aquecimento e arrefecimento, de acordo com antiga classificação energética).

O modelo da Samsung é uma escolha mais económica, na qual a performance não é tão eficaz e eficiente quanto a de um Mitsubishi.

 

Xiaomi Mi Smart Space Heater S

Xiaomi Mi Smart Space Heater

Tecnologia: Convector

Potência: 2200 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
22 m2

Peso: 5,7 kg

Na linha dos aquecedores elétricos de convecção há um modelo que se destaca pela relação qualidade / preço: o Xiaomi Mi Smart Space Heater S. O Xiaomi Mi Smart Space Heater é adequado para divisões de até 22 m2 (incluindo casa de banho) e para isso conta com 2200 W de potência.

Este equipamento da Xiaomi permite ajustar a potência em 3 níveis, conta com um termóstato e ainda com um modo de temperatura constante, ou seja, quando é atingida a temperatura definida, o equipamento desliga-se para poupar energia.

O aquecedor por convenção da Xiaomi pode ser controlado através de controlo remoto e ainda através do smartphone com recurso à app Mi Home, uma vez que tem incorporado Wi-Fi.

Para garantir a máxima segurança durante a utilização, o Space Heater da Xiaomi encontra-se equipado com um sistema de segurança contra sobreaquecimento.

 

Taurus Clima Turbo 2000

Convector TAURUS CLIMA TURBO


Tecnologia:
Convector

Potência: 2000 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
20 m2

Peso: 4 kg

O Taurus Clima Turbo 2000 é um aquecedor por convecção capaz de aquecer espaços de 20 m2, como por exemplo: quartos, escritórios, salas, etc. No entanto, este aquecedor não se destina ao uso em casas de banho.

Quando comparado com o Xiaomi, o Taurus é mais barato mas também apresenta menos vantagens, tais como: a potência, o facto de não ser programável, não ser adequado a casas de banho, não tem controlo remoto ou Wi-FI, etc.

Resumindo, este aquecedor é mais simples e um pouco menos potente do que o Xiaomi, mas também mais barato. É uma alternativa para os utilizadores que procuram algo mais básico.

 

Rowenta Instant Comfort Aqua

Rowenta Instant Comfort Aqua


Tecnologia:
Termoventilador

Potência: 2400 W
Níveis de potência:
2
Área recomendada:
24 m2

Peso: 1,72 kg

O termoventilador Rowenta Instant Comfort Aqua apresenta as funções esperadas para um termoventilador: aquece divisões com até 24 m2 , tem um termóstato regulável e desliga-se automaticamente. Além disso, oferece proteção contra congelação e ventilação para os dias de verão.

 

Flama 2301Fl

Flama 2301Fl Aquecedor Interior

Tecnologia: Termoventilador

Potência: 2000 W
Níveis de potência:
2
Área recomendada:
20 m2

Peso: 1 kg

Pequeno, portátil e leve são os adjetivos que descrevem o Flama 2301FL. O termoventilador da Flama caracteriza-se pela facilidade de transporte para qualquer lugar da casa ou até mesmo de casa para o escritório.

Este termoventilador oferece 2000 W de potência e 2 níveis para garantir o ajuste às necessidades de aquecimento. Esta potência é adequada para aquecer divisões com até 20 m2 de área.

O mesmo conta com termóstato regulável e ainda um sistema de segurança que previne o sobreaquecimento. Esta á uma solução económica que se destaca pela sua portabilidade.

 

Jocel Jet-014856

Emissor Térmico Jet-014856

Tecnologia: Emissor térmico (emissor de calor)

Potência: 1800 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
18 m2

Peso: 18 kg

O Jocel Jet é um emissor de calor com 1800 W de potência. Na prática, permite aquecer ambientes de 18 m2.

O emissor de calor da Jocel, tal como muitos outros modelos deste tipo, permitem programar o seu funcionamento, regular a temperatura e visualizar a mesma no ecrã LED.

 

Cecotec Ready Warm 1800 Thermal Connected

Emissor Térmico Digital Cecotec

Tecnologia: Emissor térmico (emissor de calor)

Potência: 1200 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
12 m2

Peso: 5,5 kg

O Cecotec Ready Warm 1800 Thermal Connected é um emissor térmico com 1200 W de potência.

Esta potência é suficiente para aquecer divisões com sensivelmente 12 m2. Como tal, este emissor é indicado para quartos, casas de banho, escritórios e outras divisões com estas dimensões.

O emissor térmico da Cecotec permite ao utilizador programar o funcionamento do equipamento, visualizar a temperatura no ecrã LED e até mesmo controlar o emissor à distância, uma vez que o mesmo tem sistema Wi-Fi.

 

Haeger Halo 1200 Plus

Aquecedor a Halogéneo Haeger

Tecnologia: Infravermelho (halogéneo)

Potência: 1200 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
12 m2

Peso: 1,7 kg

O Haeger Halo 1200 Plus é o aquecedor ideal para quem procura aquecer-se com custo de aquisição baixo. Por exemplo, um aquecedor para colocar num escritório direcionado para a pessoa enquanto trabalha.

Este tipo de aquecedor tem como objetivo aquecer os corpos que captam as radiações e não aquecer o ambiente. Por essa razão, é que este equipamento conta com 1200 W de potência distribuídos por 3 níveis.

O Halo 1200 Plus da Haeger funciona com recurso aos infravermelhos, conta com rotação automática com ângulo de 70º e com proteção de queda (desliga-se automaticamente, caso aconteça).

 

Tristar KA-5024

Tristar Ka-5024

Tecnologia: Infravermelho (halogéneo)

Potência: 1200 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
12 m2

Peso: 1,27 kg

Na mesma linha do modelo anterior, o Tristar surge como mais uma alternativa no mercado dos aquecedores infravermelhos. Este aquecedor halogéneo tem uma potência de 1200 W, o que significa capacidade para aquecer “espaços” com até sensivelmente 12 m2.

O Tristar é um equipamento de “plug and play”, ou seja, ligar e usar. Além disso, é um equipamento bastante leve (1,27 kg), e como tal, fácil de transportar.

 

Haeger Premium Warm

Aquecedor a Gás Haeger Premium

Tecnologia: Gás

Potência: 4200 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
40 m2

Peso: 10 kg

À procura de um aquecedor rápido e potente? Este aquecedor a gás da Haeger pode ser o que procura. A potência máxima do Haeger é de 4200 W e aquece divisões até 40 m2. Esta potência pode ser ajustada em 3 níveis: 1500 W, 2900 W e 4200 W.

Para combater os perigos inerentes ao uso do gás em espaços mais fechados, o Haeger conta com 3 sistemas de segurança: FFD (caso a chama se apague), OSC (detecção de nível baixo de oxigénio) e ainda TSD (dispositivo de segurança em caso de inclinação ou quedas).

 

SPRING-IT Chama Azul Chic

https://dott.pt/pt/products/aquecedor-a-gas-spring-it-chama-azul-chic-0e51d78d-a9a5-4c86-ae3f-a936e4cca018

Tecnologia: Gás

Potência: 4200 W
Níveis de potência:
2
Área recomendada:
40 m2

Peso: 11,5 kg

O SPRING-IT é uma alternativa ao equipamento da Haeger apresentado anteriormente. Na verdade, os dois são bastante semelhantes. No entanto, o SPRINGIT apenas permite ajustar em 2 níveis a potência disponível e pesa cerca de 1,5 kg a mais, ou seja, um peso total de 11,5 kg.

No que à capacidade de aquecimento diz respeito, os dois aquecedores a gás apresentam a mesma performance: 4200 W, ou seja, divisões até 40 m2 .

 

Mondial A14

Mondial A14 Aquecedor

Tecnologia: Óleo

Potência: 2000 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
20 m2

Peso: 12 kg

O aquecedor a óleo Mondial A14 também funciona como humidificador, ou seja, é um 2 em 1. Este equipamento tem 2000 W de potência que podem ser definidos ao longo de 3 níveis. Com esta potência, o Mondial A14 é indicado para uso interior em divisões com até 20 m2.

Para facilitar a sua movimentação dentro das divisões, o Mondial A14 conta com 4 rodas que lhe permitem deslocar o mesmo sem ter de o carregar.

 

Delonghi TRD4 1025

Aquecedor a Óleo Delonghi

Tecnologia: Óleo

Potência: 2500 W
Níveis de potência:
3
Área recomendada:
25 m2

Peso: 14 kg

O Delonghi TRD4 1025 é um aquecedor a óleo para quem procura aquecer divisões com até 25 m2, isto só é possível devido aos 2500 W de potência.

 A sua potência é distribuída por 3 níveis distintos: 1100 W, 1400 W e 2500 W. Este aquecedor tem um termóstato de segurança e tem ainda pega e rodas para facilitar o seu transporte.

 

O que deve saber para escolher o melhor aquecedor

Após terem sido apresentados os melhores aquecedores, resta agora saber as características a analisar nestes equipamentos para efetuar uma compra bem informada.

 

Os 3 tipos de aquecedores

Quando se fala em aquecedores, há 3 categorias destes equipamentos que surgem no mercado:

 

  1. Aquecedores elétricos
  2. Aquecedores a gás
  3. Aquecedores a óleo

 

Aquecedores elétricos: tipos, vantagens e desvantagens

Como o próprio nome indica, o aquecedor elétrico é um equipamento que utiliza a energia elétrica para produzir calor.

A maior vantagem deste tipo de aquecedor é a facilidade de uso, uma vez que podem ser usados em praticamente todo o lado, para isso só precisam de uma tomada por perto. No entanto, esta não é a única vantagem destes equipamentos, uma vez que os mesmos não necessitam de manutenção, ocupam pouco espaço e não geram sujidade.

Relativamente ao impacto ambiental, estes equipamentos não consomem, pelo menos diretamente, combustíveis fósseis, o que acaba por ser uma mais-valia.

Dentro dos aquecedores elétricos existem várias soluções, nomeadamente: convectores, termoventiladores, radiadores, ar condicionados e os aquecedores por infravermelhos (halogéneo).

 

Convectores

Os convectores emitem calor a partir do momento em que são ligados. Este tipo de equipamento tem um baixo custo de aquisição e garante estabilidade de temperatura. De forma resumida, o ar frio entra por baixo e é aquecido com recurso às resistências elétricas. Após este aquecimento, o ar quente sai por cima do aparelho.

Este mecanismo de funcionamento permite controlar a temperatura obtendo uma temperatura homogénea da divisão, de forma silenciosa. Uma das desvantagens destes equipamentos é que grande parte da eficácia é perdida em espaços com pé direito alto, ou seja, espaços em que a distância do chão ao teto é elevada.

Isto acontece porque o ar quente emitido pelo equipamento tende a acumular-se no topo. Logo, se o topo estiver distante da pessoa, o convector vai estar a “aquecer o teto”, e o utilizador não irá sentir esse calor porque está a um nível inferior. Esta é uma das vantagens dos ar condicionados porque permitem direcionar o fluxo do ar.

 

Termoventiladores

Termoventiladores são equipamentos de aquecimento elétricos baratos. Tal como os convectores, eles produzem calor ao ser ligados. Geralmente, os termoventiladores são de dimensões reduzidas. Como tal, o seu uso destina-se a espaços de dimensões mais reduzidas, como por exemplo: um escritório, a uma sala de lazer mais pequena, etc.

Se está a pensar num quarto, sim, esta é uma solução que poderá aquecer um quarto. Porém, como são um pouco ruidosos devido à(s) sua(s) ventoinha(s), nem todos os utilizadores gostam de ter este tipo de equipamento no quarto.

Em contrapartida, a presença da ventoinha ajuda a distribuir o ar quente pela divisão, de uma forma mais rápida e eficaz.

 

Emissores térmicos (emissores de calor)

Os emissores térmicos, também designados como emissores de calor, têm um consumo elétrico bastante elevado. No entanto, a performance do equipamento pode ser regulada, de acordo com as necessidades de aquecimento. Quanto mais níveis de potência forem ajustáveis, maior será a flexibilidade de adaptar o radiador às necessidades de aquecimento, bem como ao consumo elétrico desejado.

Relativamente à rapidez de aquecimento, os emissores de calor são mais lentos quando comparados a um termoventilador ou a um convector, mas, em contrapartida, o emissor continua a emitir calor por algum tempo, mesmo após ser desligado.

 

Aquecimentos por infravermelhos (halogéneo)

Ao contrário dos tipos de aquecedores elétricos apresentados até ao momento (termoventiladores, convectores e radiadores), este tipo de aquecimento utiliza os raios infravermelhos para aquecer os corpos sólidos que encontra e não para aquecer o ambiente. Uma das vantagens deste equipamento é que a humidade do ar não é afetada por este tipo de aquecimento.

Como desvantagens surgem essencialmente três fatores: o tempo que demora a aquecer, funcionam apenas para quem estiver perto do aquecedor e não permitem a regulação adequada da temperatura.

Este tipo de aquecimento é bastante utilizado para o tratamento das relvas dos campos de futebol. Os raios infravermelhos são emitidos diretamente para aquecer e tratar a relva e não o meio ambiente.

 

Ar condicionado

Apesar de estar mais associado aos momentos em que é preciso arrefecer o ar, o ar condicionado é uma solução que funciona com recurso à energia elétrica e que permite aquecer e arrefecer uma casa. O ar condicionado é um tipo de solução que tem um custo de aquisição superior quando comparado com as outras soluções apresentadas.

Além disso, o ar condicionado requer uma instalação realizada por técnicos especializados, e pode ainda representar maiores gastos com eletricidade e ainda com manutenções. No entanto, esta máquina é uma solução 2 em 1 eficaz: aquece e arrefece.

Tal como em outros equipamentos, no mercado há ar condicionados mais e menos eficientes, com maior ou menor qualidade, com maior potência ou menor potência. Como tal, há muitos modelos diferentes entre si nas características e também no preço.

 

Aquecedor a gás: o que é, vantagens e desvantagens

Os aquecedores a gás estão “na moda”. Caso não esteja a identificar este tipo de aquecedor, há alguns sítios que os usam com bastante frequência: restaurantes, bares, e outros espaços de diversão social.

Este tipo de equipamento é adequado para espaços amplos e abertos com boa ventilação e circulação de ar, isto para se evitar que os gases libertados durante o aquecimento se acumulem e conduzam a incêndios ou explosões.

Como o nome indica, o combustível destes aquecedores é o gás. Sendo que as suas principais vantagens são a possibilidade de programar a temperatura e obter um aquecimento rápido e uniforme. Relativamente às desvantagens, a que mais se destaca é o uso de gás, que está associado a vários riscos, tais como: incêndios, explosões ou até mesmo intoxicações.

 

Aquecedor a óleo: o que é, vantagens e desvantagens

Apesar de utilizarem a energia elétrica para colocar as suas resistências em funcionamento, os aquecedores a óleo estão numa categoria à parte porque o seu funcionamento destaca-se pelo uso do óleo. De forma resumida, dentro destes aquecedores encontra-se um óleo que irá aquecer o “equipamento”, que por sua vez libertará o calor para o ambiente através da sua área metálica. Este óleo é aquecido através das resistências que compõem o aquecedor.

Os aquecedores a óleo têm algumas vantagens. Atualmente, é possível encontrar aquecedores a óleo que incluem termóstato e temporizador, que lhes permitem ligar e desligar automaticamente, em função do tempo programado ou da temperatura que atingem.

Em contrapartida, estes equipamentos são mais lentos a aquecer o ambiente devido ao mecanismo de funcionamento, são pesados e mais volumosos do que algumas das alternativas apresentadas.

 

Qual é a potência necessária?

A potência é um elemento essencial para escolher um aquecedor, seja ele elétrico, a gás ou a óleo. Tome-se como exemplo, o seguinte caso. Se pretende aquecer uma divisão com 30 m2, então deverá saber que irá precisar de mais potência quando comparado com uma divisão de 10 m2.

Se estiver indeciso entre dois equipamentos em que um é mais caro do que o outro e a potência é um dos elementos que os distingue, então saiba qual a potência que precisa.

Pode pensar que está a fazer uma boa compra e a poupar, mas na verdade pode incorrer em custos superiores, isto porque esse equipamento poderá não ser suficiente para aquecer a divisão. Provavelmente, em vez de um equipamento irá precisar de comprar dois.

Lembre-se, a potência do equipamento a comprar está diretamente relacionada com a dimensão do espaço que pretende aquecer.

 

Consumo / Classe energética

Relacionado com a potência, está o consumo energético. Este consumo energético pode ser elétrico ou de gás. Em qualquer um dos cenários e tendo em conta o ponto anterior, escolha um equipamento com a potência necessária para o seu espaço.

Dentro das potências necessárias, procure os equipamentos mais eficientes (se possível A) que até podem ter um custo de aquisição superior, mas que a longo tempo lhe ajudarão a poupar umas centenas de euros.

 

Tipo de uso


O tipo de uso tem também um papel importante na tomada de decisão. Por exemplo, se está à procura de uma solução 2 em 1, o ar condicionado é, sem dúvida, a melhor escolha. No entanto, caso só pretenda aquecer várias divisões da casa com um só equipamento em alturas distintas, então o ar condicionado, os aquecedores a gás ou óleo não são a opção indicada para si.

Isto porque os AC são fixos (exceto os portáteis), os aquecedores a gás não são recomendados para divisões pequenas e os aquecedores a óleo são pesados e como tal, difíceis de transportar entre divisões.

Outro cenário, pode ser sistemas de aquecimento para usar ocasionalmente, por exemplo, uma a duas vezes ao ano. Nestes casos, será que se justifica fazer um investimento tão elevado num AC ou optar por outro sistema? É importante que analise estes cenários e responda às questões que surgem associadas aos mesmos. Só assim, irá ponderar e fazer uma escolha mais racional.

 

Orçamento

O orçamento disponível é um fator que não pode ser ignorado no processo de compra. Antes de efetuar a compra, lembre-se sempre o do tipo de uso que irá querer dar ao aquecedor, a frequência com a qual será utilizado e o número de equipamentos que poderá precisar.

Há casos em que uma solução pode parecer a mais económica. No entanto, na realidade e fazendo as contas, o cenário não é esse. Calcule o custo que terá com eletricidade ou gás para aquecer uma divisão, os custos com aquisições e eventuais manutenções, entre outros.

O objetivo é encontrar a solução que melhor responde às necessidades dentro do orçamento disponível.

 

Vantagens e desvantagens dos tipos de aquecedor

 

Tipo de aquecedor

Vantagens

Desvantagens

Adequado para

Aquecedores Elétricos

 

 

 

Convectores

Temperatura estável
Silenciosos

Fáceis de instalar
Silenciosos (alguns)

Não tão eficientes em estruturas com pé direito alto
Dispendiosos (eletricidade)

Difíceis de transportar e guardar

*Todas as divisões da casa

Termoventiladores

Custo de aquisição baixo
Fáceis de usar
Fáceis de guardar e transportar

Regulável

Ruidosos
Espalham poeiras e alergénicos
Dispendiosos (eletricidade)

*Todas as divisões da casa

Emissores de calor

Ajustáveis

Libertam calor acumulado mesmo depois de desligados
Regulável
Silenciosos

Dispendiosos (eletricidade)

Demoram a aquecer o ambiente

*Todas as divisões da casa

Aquecimentos por infravermelhos (halogéneo)

Fácil de usar

Custo de aquisição baixo

Leves

Não permitem regulação de temperatura
Só aquecem os corpos e não o ambiente

Demoram a aquecer

 

*Aquecer diretamente uma pessoa ou um conjunto de pessoas e não o ambiente/divisão em questão

Ar Condicionado

Temperatura regulável
Potência regulável
Aquece
Arrefece
Fluxos de ar direcionáveis
Mais económico do que os outros aquecedores

Rápidos a aquecer e arrefecer uma divisão
Silenciosos

Instalação mais cara

Custo de aquisição e manutenção mais elevado

*Todas as divisões da casa

Aquecedores a gás

Rápidos a aquecer uma divisão
Económicos

Silenciosos

Risco de incêndio/explosões/intoxicações

Consumo direto de um combustível fóssil

Espaços amplos, abertos e com boa ventilação

**Evitar quartos e divisões pequenas e fechadas

Aquecedores a óleo

Custo de aquisição baixo
Silenciosos

Demoram a aquecer o ambiente
Difíceis de guardar e transportar

*Todas as divisões da casa

* Atenção: Consulte o manual para verificar se o equipamento se adequa, por exemplo, a casas de banho

 

Qual é o melhor tipo de aquecedor?

Se o objetivo for utilizador com alguma frequência num determinado espaço e a mobilidade do equipamento não é importante para o utilizador, a resposta é óbvia: o ar condicionado. Segundo a DECO, o ar condicionado é o equipamento que melhor responde às necessidades de aquecimento a um preço mais reduzido. Segundo as contas realizadas, os ar condicionados podem levar a uma poupança anual de 300€ em alguns casos.

Além disso, o ar condicionado é um equipamento mais versátil que lhe permite aquecer, arrefecer e até desumidificar a casa. Para os utilizadores que dispensam o ar condicionado, recomendamos a compra e uso de termoventiladores.

 

Métodos de pagamento

O melhor do dott no seu email.

Subscreva a nossa newsletter, ganhe 10% de desconto e seja o primeiro a saber todas as novidades e campanhas. 🤞Ao submeter o seu email, concorda com a nossa política de privacidade.