Dormir bem

Como ter um sono confortável!

highlight of Como ter um sono confortável!

 

Como ter um sono confortável

 

O sono é um estado fisiológico, que implica repouso. A importância de dormir bem, ter um sono de qualidade e saber o que fazer para dormir melhor é essencial. É preciso dormir sobre o assunto!

É preciso despertar para a temática do sono, já que envolve muitas variáveis e precisa ser discutido. Se por um lado, existem pessoas que não têm qualquer problema em dormir, ou adormecer facilmente, outras há, que tentam tudo e a dificuldade em dormir persiste a cada minuto que passa, acabando por afetar o tempo de descanso e/ou repouso.

A importância de dormir bem é vital para a nossa saúde e bem-estar geral, isto porque é durante o sono que o nosso organismo restaura ou recupera as suas funções. Ou seja, é quando o nosso corpo repõe a energia, a recuperação muscular, e até a regeneração das células cerebrais. No fundo, enquanto dormimos, é quando o organismo e/ou metabolismo se autorregula. Fatores que são fundamentais para que o corpo e a mente se mantenham saudáveis.

Não é em vão que ao não dormirmos bem o nosso organismo se ressente, sendo isso visível. Por exemplo, a nossa pele/aparência torna-se mais baça, temos menor resistência no desempenho das nossas tarefas diárias, somos mais lentos e menos ágeis, onde o cansaço predomina. A privação de sono, já na Época Medieval, era considerada como um instrumento de tortura! É talvez o maior causador de mal-estar. 

É sabido que a recomendação para uma boa noite de sono, um sono saudável, se assim podemos dizer, é definido e sustentado por especialistas que deve ser de 8h sem interrupções. Todavia é normal que ao longo da vida a necessidade do número de horas de sono vá variando, de acordo com as necessidades de desenvolvimento. Por exemplo, enquanto os bebés precisam de um intervalo de horas de sono entre 12 a 16 horas por dia, os adultos necessitam entre 7 a 8 horas de sono diárias.

Se para muitos dormir é algo natural, para outros o ato de dormir pode tornar-se um verdadeiro pesadelo. Por este motivo, gostaríamos de deixar alguns conselhos para que possa dormir melhor ou dormir bem. 

A mudança de hábitos e/ou adoção de novos comportamentos podem ajudar a que se consiga dormir e ter uma noite tranquila com um sono reparador.
Quantas vezes, acordamos com a sensação de que estivemos apenas a dormitar durante a noite, que acordamos mais cansados do que nos deitámos, ou que simplesmente não dormimos?

Sugestões de Compra

Vamos tentar ajudar! Comece por:

– Ter um bom ambiente no quarto e propício ao sono – manter o quarto limpo, arejado, escuro e silencioso, sem ecrãs;

– Talvez possa dar atenção ao seu colchão e roupa de cama. Procure que sejam confortáveis e adequados às suas necessidades;

 

 

 – Procure adotar, sempre que possível, uma posição correta para dormir. Muitas vezes a nossa posição de dormir não é a mais adequada e, para isso, existem alguns produtos que nos podem ajudar, facilitando o nosso sono, como é o caso das almofadas:

 

 

 

– Procure não ter atividades estimulantes muito próximas da hora de dormir, como a prática de exercício físico ou de trabalho; 

– Evite alimentos estimulantes como a canela ou a pimenta, refeições muito “pesadas”, tardias ou condimentadas, uma vez que podem prejudicar o sono;

– Pratique exercício físico, uma vez que a sua prática regular promove uma sensação de bem-estar. Se possível, escolha um horário de manhã ou início da tarde; 

– Tente estabelecer uma rotina regular de sono. Deitar e acordar à mesma hora, mesmo aos fins-de-semana; 

Pode recorrer a alguns produtos que possam ajudar a criar a escuridão que precisa, não despertando com possíveis focos de luz que possam existir, como é o caso de uma máscara,

 

 

 

– Evite substâncias que possam prejudicar o sono, como álcool, tabaco ou café em excesso;

– Tente não fazer sestas, ou pelo menos sestas muito longas durante o dia. Se precisar de o fazer tente não ultrapassar os 30/45 minutos, para não prejudicar o seu sono noturno;

– Se, ao adotar novos comportamentos, permanecerem os distúrbios no sono, pondere agendar uma consulta com um Neurologista ou um profissional especializado nos distúrbios do sono. 

Antes de uma consulta pode, de acordo com conselho do seu médico ou farmacêutico, tomar algum suplemento que possa ajudar na indução do sono, como por exemplo:

 

 

 

Como temos vindo a relatar, nem todos têm a mesma facilidade para adormecer. A hora de ir dormir não é igual para todos. É para muitos um tormento e, como tal, é importante recorrermos a estratégias que nos possam permitir ter uma noite com um sono reparador. Por último, não que sejam advertências, mas antes dois conselhos. Não conseguir adormecer gera ansiedade, o que só por si cria uma dificuldade maior em adormecer. Logo, vá dormir, só quando tiver sono, e se não conseguir adormecer logo, levante-se da cama. Se ao deitar continuar desperto durante algum tempo, vá até à sala sem ligar aparelhos eletrónicos, leia um livro, medite ou oiça música e/ou um podcast. Escolha uma atividade que possa ajudar a relaxar e a induzir o sono.

Todos conhecemos alguém que considera o ato de dormir um “desperdício de tempo”, verdade? Pois é! Cada vez mais é importante refletir sobre a importância de dormir bem, mudar mentalidades e adotar novos comportamentos. 

Vivemos hoje uma correria desenfreada na qual não nos é permitido desligar! Somos voluntariamente obrigados a viver 24 horas por dia ligados à corrente! Ou é a televisão que nos desperta a atenção, o telemóvel permanentemente ligado à espera de um telefonema, de uma mensagem, o computador que nos liga não só ao trabalho, como ao mundo. A sociedade dos ecrãs que invadiu o nosso quotidiano e a qual não há como fugir! Estamos permanentemente ligados e, com isso, acabamos por nos “esquecer” que biologicamente precisamos de dormir! Que é preciso desligar a luz! 

Deixamos por vontade própria de ser regulados pela luz solar, para nos regularmos pela luz de um qualquer ecrã! É só mais um episódio da série, é o e-mail para adiantar trabalho, é pagar as contas na app... e acabamos por não dormir as horas necessárias que precisamos para mantermos o nosso equilíbrio. 

Inconscientemente ao longo do dia, temos comportamentos que anulam a nossa vontade biológica de dormir. Começando nos ecrãs, os litros de café, ou bebidas energéticas que nos mantêm acordados. São as refeições muitas vezes tardias que vamos adiantado para terminar mais uma tarefa e, como consequência destes comportamentos, a longo prazo acarretam malefícios que podem ser muito graves para a nossa saúde.

 

Andreia Pires
"Storyteller em construção"
 
Andreia Pires

O melhor do dott no seu email.

Seja o primeiro a saber todas as novidades e campanhas. 🤞Ao submeter o seu email, concorda com a nossa política de privacidade.